Dicas

Como diferenciar a verdadeira cachaça

Se você pensa que cachaça é água…

 

Realmente, como dizem os versos da marchinha, “cachaça não é água não”. Diferenciar água e cachaça é uma tarefa simples, mas você saberia dizer se a cachaça que você bebe é autêntica, verdadeira e de qualidade?

 

Independentemente da coloração e do processo de envelhecimento (amarela ou branca), é preciso observar alguns aspectos que asseguram sua autenticidade. Não se deixe levar pelo preço, porque existe cachaça de boa qualidade no mercado que custa cerca de R$ 20. Confira algumas dicas:

 

  • Aspecto

A cachaça deve ser cristalina, transparente e não deve conter qualquer tipo de resíduo em suspensão. Se a garrafa for escura, olhe contra a luz, agite e certifique-se de que não contém nenhum tipo de partícula ou sedimento.

 

  • Viscosidade

Sirva uma pequena quantidade em um copo ou taça lisos e agite a cachaça em círculos. A bebida de qualidade deve apresentar uma espécie de “rastro” e escorrer lentamente, o que evidencia sua densidade.

 

  • Aroma

O aroma deve ser frutado, levemente adocicado e causar uma sensação agradável. Fuja das bebidas que têm um forte cheiro de álcool, irritam o nariz ou fazem os olhos lacrimejarem.

 

  • Paladar

A cachaça de boa qualidade é saborosa, aveludada, aquece a garganta e o peito sem produzir a sensação de queimação. Se provocar arrepio, é mau sinal, melhor não beber o próximo gole. Caso você goste da sensação e der vontade de repetir a dose, pode confiar.

 

O dia seguinte também é um bom termômetro para atestar a qualidade da bebida. A degustação da boa cachaça não causa dor de cabeça ou outros tipos de sintomas de ressaca.